Formulário de busca

Morar no Brasil


O País reúne as qualidades necessárias para tornar-se também um dos polos catalisadores da nova arquitetura regional.

O Brasil é o quinto maior país em extensão e população do mundo. O País já é um dos principais polos da América Latina aos olhos de diversas multinacionais que nele estabeleceram suas sedes regionais, bem como de investidores internacionais que participam em seus mercados de capitais. Nos últimos 15 anos, o Brasil passou por um processo de transformação, atingindo estabilidade macroeconômica e maturidade institucional, bases fundamentais para maior projeção internacional.

As conquistas nesse período foram inúmeras: o País controlou a inflação, consolidou uma democracia madura, acumulou amplas reservas internacionais, abriu seu mercado interno para o mundo, adotou um regime monetário sólido, reforçou suas instituições e seu arcabouço regulatório e foi reconhecido com o investment grade, entre diversas outras vitórias.

O Brasil é destaque por seu mercado interno em franca expansão – impulsionado pelo aumento da renda e pela ascensão de uma “nova” classe média – e por sua posição cada vez mais relevante no comércio internacional – além do celebrado destaque no comércio de diversas commodities, exporta-se cada vez mais produtos sofisticados como aviões, carros e equipamentos industriais. Nas últimas décadas, o País atingiu posição de evidência crescente no globo e na região, representando hoje quase metade da população e da economia dos principais países da América Latina.

A economia brasileira tem potencial reconhecido, tendo se mostrado adaptável e com rápida capacidade de recuperação às crises financeiras que impactaram o mundo e podendo tornar-se uma das cinco maiores do mundo na próxima década.

Mercado de trabalho / Educação

Brasil em alta impulsiona ensino de português no mundo

Desde 2008, a língua portuguesa vem sendo listada como um dos idiomas prioritários na pesquisa feita pela Confederação Britânica da Indústria (CBI), maior lobby empresarial britânico, para identificar quais habilidades dos trabalhadores podem ser úteis para os negócios.

Entre as escolas que se entusiasmaram com a nova demanda na Grã-Bretanha, está a United International College London.

Nos Estados Unidos, a revista especializada em educação Language Magazine notou, em um artigo recente, como o boom na procura pelo português em universidades americanas gerou uma demanda ainda não atendida por mais professores, livros didáticos avançados e dicionários especializados – por exemplo, no vocabulário corporativo.

Lá, há mais de 10 mil alunos matriculados em cursos de português, segundo a Modern Language Association. Os últimos dados da organização, divulgados em 2010, mostravam um crescimento anual de cerca de 10% na procura pelo idioma desde 2006 e a estimativa é que essa tendência tenha se acentuado desde então.

Na China, até alguns anos atrás apenas quatro universidades ofereciam aulas de português. Hoje são 15 e a ideia de autoridades chinesas é chegar a 30 nos próximos anos.

Além disso, também tem aumentado a procura de jovens estrangeiros por cursos de imersão no Brasil – oferecidos por universidades, instituições e escolas de idioma em cidades brasileiras como Rio de Janeiro, São Paulo e Maceió.

 

Perfil dos alunos (Reino Unido)

1. Jovens profissionais buscando melhorar perspectivas de carreira e emprego

2. Funcionários de empresas estrangeiras que têm ampliado negócios no Brasil

3. Filhos de brasileiros expatriados que querem garantir bom português falado 

Fonte: Site BBC Brasil (outubro 2012)
http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2012/10/120926_portugues_cursos_ru.shtml

Gostou deste conteúdo? Recomende para os seus amigos.